Meio Ambiente



DELIMITAÇÃO DE NOVA ÁREA PARA REPLANTIO DE MANGUE.

Consolidando as práticas de preservação e recuperação das áreas de manguezal no âmbito da “Proposta de Recuperação de Áreas Degradadas do Manguezal no Estuário de Rio Apodi-Mossoró (RN)”, a CIMSAL delimitou mais uma área para plantio de espécies de mangue, localizada à margem da BR 110, Km 07, próximo a bomba elevatória nº 02 (B-2). Com duração de 4 horas, a Cimsal, desde 2004, treinou aproximadamente 1.000 colaboradores dentro do programa de Educação Ambiental.

Os trabalhos de recuperação da área já foram iniciados, sendo plantadas as seguintes espécies de mangue: Avicennia germinans e Laguncularia racemosa. Nessa mesma área também serão abertos canais para melhorar o fluxo e o refluxo da maré, propiciando um ambiente mais favorável para o desenvolvimento das espécies.

A Comissão Interna de Meio Ambiente (CIMA) vem acompanhando esse trabalho de perto, apoiando esta ação de suma importância para a preservação da biodiversidade desse ambiente hiper-salino, como comenta o Vice-Presidente da CIMA Alison Bruno Borges de Sousa: “A CIMSAL, através desse projeto de recuperação do manguezal, mostra a sua preocupação com o meio ambiente no qual está inserida, destacando-se como uma das empresas que preserva a natureza”.

Preservar e recuperar as áreas de manguezal é o grande desafio lançado para esta geração; a CIMSAL vem desenvolvendo seus projetos para vencer esse desafio.

- Educação Ambiental

Com duração de 4 horas, a Cimsal, desde 2004, treinou aproximadamente 1.000 colaboradores dentro do programa de Educação Ambiental.

O curso abrange temas diretamente ligados à preservação do meio ambiente abordando a importância do manejo ecológico de salinas, resolução de problemas ambientais globais e locais, bem como explanação das novas perspectivas nas explorações nas salinas.

- Ser SUSTENTÁVEL

Muito além de conscientizar a população sobre a importância de proteger e fazer o uso sustentável dos recursos naturais, a proposta maior da educação ambiental é a construção de sociedades sustentáveis. É preciso despertar em todos a consciência de que o ser humano é parte do meio ambiente. Estamos falando aí da sua capacidade de transformar o meio em que vive, mudando o seu comportamento e fazendo escolhas conscientes. Isso faz a diferença no impacto ambiental, social e econômico.

É com esse propósito que a Cimsal vem trabalhando e buscando mecanismos, praticando uma série de atividades e ações em prol a preservação do meio ambiente visando à melhoria da qualidade de vida da população e em especial de seus colaboradores, familiares e comunidades adjacentes as suas unidades.

Desde o ano de 2003 a Cimsal vem aplicando em suas unidades, medidas de melhoria contínua do ECOSSISTEMA, como um todo, não somente no processo produtivo em si, mas com uma visão mais globalizada.

Entre elas destacamos:

- Toda a salmoura utilizada no processo de lavagem mecânica do sal colhido é reutilizada dentro de suas próprias áreas de fabricação, ou seja, as mesmas são misturadas a outras salmouras, em etapas anteriores aos cristalizadores;

- Grande parte das salmouras de dreno dos cristalizadores são misturadas ao processo de fabricação do sal, diminuindo muito o volume de efluentes líquidos, que são drenados para o rio Mossoró, local natural de descartes dessas águas mãe, pelas salinas da nossa região;

- Os copos descartáveis utilizados pela empresa, são reutilizados na primeira etapa do programa de preparação de mudas de mangues, para reflorestamento das margens do rio Mossoró, em frente às salinas de sua propriedade. Mais de 10.000 mudas já foram preparadas e plantadas nas margens do rio;

- Utilização de pneus velhos na proteção de paredes internas das salinas, evitando a erosão das mesmas. Já utilizamos cerca de 7.500 pneus dos mais variados tamanhos entre de carros pequenos e de caminhões;

- Contratação de empresa especializada em gerenciamento ambiental para dar apoio, suporte, sugestões, treinamentos etc. tanto aos funcionários como à direção da empresa, visando não só se adequar às exigências requeridas como também trabalhar em melhoramentos outros na área ambiental.

- Não desperdice, reuse

A palavra de ordem no mundo hoje é a sustentabilidade. A ideia é reutilizar e, por meio do lixo, recriar vidas, pois com a reciclagem temos uma fonte geradora de emprego, renda e promotora de cidadania.

A ação do projeto, com total apoio e acompanhamento da Diretoria da Cimsal, trabalha o processo de reaproveitamento da seguinte forma:

- A água de chuva, coletada pelas calhas nos telhados, é armazenada em uma cisterna no subsolo. Atualmente a mesma é exclusivamente utilizada nas lavagens de máquinas e veículos;

- Os copos descartáveis utilizados pela empresa são reutilizados no processo de preparação de mudas de mangues para reflorestamento do Rio Mossoró;

- A salmoura utilizada no processo de lavagem mecânica do sal colhido é reutilizada no processo de fabricação do sal, diminuindo dessa forma a quantidade de águas-mães que são descartadas para o Rio Mossoró quando a mesma apresenta-se em maré alta;

- Reutilização de sucata nobre de ferro;

- Resíduos de plásticos e papel avariados são coletados mensalmente por empresa de reciclagem;

- Óleos lubrificantes usados são armazenados em reservatórios de 200 litros onde são coletados por empresa especializada em reciclagem licenciada pelo IDEMA – Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente;

- Reutilização dos depósitos de óleos lubrificantes para confecção de coletores de lixos;

- Reutilização de chapas de forro de PVC para confecção de placas de sinalização e informações;

- Reutilização dos tecidos de manta de polipropileno dos big-bags nas cercas de contenção de espumas nos paredões da salina;

- Verde que te quero verde

A Cimsal atendendo a parceria formalizada entre o Ministério Público e IDEMA está inserida no Projeto Margem Viva que visa recuperar as áreas de mata ciliar nas margens do Rio Mossoró.

Oficialmente posto em prática desde Janeiro de 2011, para o enquadramento do projeto foi assinado entre a empresa e os referidos Órgãos o Termo de Ajuste de Conduta (TAC) em razão da compensação ambiental por Área de Preservação Permanente (APP).

Mudas das mais variadas espécies dentre elas Carnaúba (Copernicia Speciosa), Oiticica (Licania rígida), Angico (Anadenanthera sp.), Sabiá (Mimosa caelsalpiniifolia), Juazeiro (Sizyphus joazeiro) e mais 11 tipos serão replantas em caráter prioritário pela Cimsal em aproximadamente 14,5 há correspondendo a cerca de 18.000 mudas.

Para o Diretor-Presidente da Cimsal, Herbert Vieira, esta realização reforça a imagem da empresa como referência nacional no ramo salineiro, contribuindo para que o nosso planeta gire sempre na direção de um futuro cada vez mais verde e promissor. “A atenção que a Cimsal dedica ao futuro está relacionada às pessoas que vão viver neste futuro: nossos filhos, netos, bisnetos e todas as gerações seguintes”. Ressalta.